O que é Gig Economy?

As relações de trabalho mudam com frequência, e a forma como as novas gerações se relacionam com o mercado de trabalho não é mais a mesma. Somando isso, ao cenário econômico atual, os trabalhos informais vêm ganhando cada vez mais espaço. É nesse contexto, que surge o que chamamos de Gig Economy, segmento que favorece trabalhos temporários e autônomos.


Você já deve ter notado o número crescente de pessoas trabalhando como freelancers ou realizando os famosos “bicos”. A prática tem se tornado uma excelente alternativa para quem ainda não conseguiu ou não quer se inserir no mercado de trabalho formal, ou para aqueles que buscam por um complemento de renda. Se esse é o seu caso, acompanhe nosso artigo, conheça a Gig Economy e visite nosso site para ter acesso às melhores oportunidades.


O que é Gig Economy?


De acordo com o Dicionário de Cambridge, o termo “Gig Economy” se refere a um arranjo alternativo de emprego.


Como resultado da flexibilização do mercado de trabalho na era digital, os trabalhos temporários, de curto prazo, profissionais autônomos e serviços de compartilhamento, como aplicativos de transporte e aluguéis de casa, ganharam um espaço significativo em nossa economia.


Desde 2012, o número de estadunidenses que ganham a vida nesse setor cresceu cerca de 10 vezes, e as previsões são de que, até o próximo ano, 40% dos trabalhadores do país façam parte dessa iniciativa. No Brasil, as expectativas são semelhantes, e a Gig Economy se mostra um mercado promissor.


Tendo como principais características, além da informalidade dos serviços, a flexibilidade e a independência, ela oferece aos trabalhadores não apenas a oportunidade de definir seus próprios horários e metas, mas também, a chance de controlar suas carreiras da forma que bem entenderem.


Optar pela Gig Economy é sinônimo de autonomia para escolher seus clientes, fornecedores e parceiros, além de liberdade para escolher a área profissional em que deseja atuar. Trabalhadores desse segmento contam com a facilidade de oferecerem seus produtos e serviços em plataformas online. Por sua vez, os consumidores também se beneficiam com os preços mais competitivos e acessíveis e com a praticidade de uso.


Como fazer parte da Gig Economy?


Embora a Gig Economy ofereça diversas vantagens, para alcançar sucesso na área é preciso esforço, disciplina, disponibilidade, dedicação e, acima de tudo, responsabilidade.


Para quem deseja trabalhar nesse segmento, o primeiro passo é definir seus objetivos. Saiba onde você pretende chegar com seu trabalho e as metas que deseja alcançar. Com essas ideias bem definidas, você será capaz de traçar estratégias que te levarão ao sucesso.


Independentemente da área de atuação que escolher, busque sempre por aperfeiçoamento. Invista em cursos, workshops, palestras e tudo mais que o faça adquirir conhecimento e confiança dentro da sua área. Quanto mais bem preparado estiver, mais reconhecido será.


Por fim, se você se interessou pela Gig Economy e deseja ingressar nesse setor, mas tem receio de se lançar por conta própria, a dica é procurar por empresas que compartilhem da mesma filosofia. Atualmente, existem milhares de organizações que oferecem cargos independentes de localização e horários. Além disso, você ainda pode contar com o auxílio de plataformas que atuam exclusivamente conectando empresas e profissionais da área. Por meio delas, você encontra as oportunidades mais seguras e adequadas ao seu perfil profissional.

Receive our e-mails